Feeds:
Posts
Comentários

Pupunha, você conhece?

pupunha

Pupunha é um palmito ecológico, que vem sendo bastante consumido cada vez mais e tem tido uma ótima aceitação no mercado.
Até porque ele não é extraido de forma ilegal, não danificando a natureza.
Ótimo para saladas, cozidos, assados e tantos outros preparos, com poucas calorias.
É mais doce, amarelado e macio, bem consistente, não se desmancha ao preparo de receitas cozidas.
A sua cor amarelada indica alta concentração de caratenóides (substâncias ricas em oxidantes e vitamina A.
Possui fibra alimentar, proteina e minerais como ferro, zinco, cobre, manganês, magnésio, cálcio, fósforo e potássio.
Ganhei a pupunha de presente, ele veio crú e eu fiz as duas preparações que ficaram muito boas. Ou seja adorei o resultado até porque ele não é calórico e nunca tinha preparado esse palmito pupunha. Uma parte fiz uma salada e a outra parte um refogado.

Para a salada
Lave bem o pupunha a quantidade que preferir usar.
Corte em rodelas grossas, coloque numa panela com água filtrada e uma colher (chá) de sal misture bem e leve ao fogo até que fique bem cozido e macio.
Escorra coloque-os numa vasilha e reserve.
Numa vasilha pequena coloque 3 colheres (sopa) de vinagre branco
1/2 colher (chá) rasa de tempero pronto de alho e sal
2 colheres (sobremesa) de azeite extra virgem misture bem.
Orégano a gosto para polvilhar
1 colher (sobremesa) de maionese light

Coloque esse tempero que foi misturado na vasilha, onde se encontram as rodelas de palmito misturando tudo muito bem.
Polvilhe com orégano a gosto, e por último junte a maionese misturando muito bem tudo.
Sirva bem gelado com qualquer tipo de alimento.
Não congele.
Rende 2 porções fartas.

pupunha2

Para o refogado
Tomates cerejas a gosto cortados ao meio
1/2 colher (chá) rasa de tempero pronto de alho e sal
1 colher (chá) de óleo
1 cebola pequena corta em fatias finas
Salsa e cebolinha picadas a gosto
Palmito pupunha cortado em cubos, na quantidade que preferir
Água o suficiente para cozinhar

Numa panela coloque o óleo, tempero, cebola, e os tomates cerejas.
Tampe a panela e deixe dar uma leve refogada nos temperos, em seguida acrescente os palmitos e a água, deixe em fogo alto até levantar a fervura.
Abaixe o fogo e deixe cozinhar até que fiquem bem cozidos e macio, se necessário vá pondo mais um pouquinho de água.
Quando estiver quase pronto coloque a salsa e cebolinha, misture tudo e pode servir com qualquer tipo de alimento.
Não congele.
Rende 2 porções.

 

Enrolado de maçã

enrolado-mac%cc%a7a

Criei essa nova receita enrolado de maçã, baseada na massa básica do meu livro Dieta Suave Para Safenados e Para Que Você Não Seja + 1.
Ficou super macia e fácil de ser trabalhada. Adorei o resultado.
Fica excelente para ser servida como sobremesa aquecida, com sorvete de creme. Leve ao micro uma fatia de tamanho médio por 20 segundos.
Enfeite com nozes moídas e sirva em seguida.

Massa:
1 ovo batido
1/4 xícara (chá) de óleo
1/2 colher (chá) de sal
1 colher (chá) baunilha
1 colher (chá) de fermento em pó
2 colheres (sopa) de açúcar cristal
1/2 xícara (chá) de água quente é o que dará a maciez da massa
2 xícaras (chá) de farinha de trigo
Açúcar e canela para polvilhar a massa reserve

Recheio:
2 maçãs bem vermelhas lavadas e picadas com a casca sem  as sementes.
1/2 xícara (chá) de uva-passa escura sem  sementes
60 gramas de nozes picadas
1 colher (chá) de canela em pó
3 colheres (sopa) rasas de açúcar cristal
3/4 (xícara) de água filtrada
1/2 (xícara) água filtrada dissolvida com 1 colher (sopa) de amido de milho reserve

Massa: Numa vasilha vá colocando ingrediente por ingrediente na ordem em que se encontra sempre misturando.
Numa superfície polvilhada com farinha de trigo, trabalhe a massa até que se desgrude das mãos, só polvilhando a massa para que fique bem macia.
Coloque a bola de massa dentro de um saco plástico e leve a geladeira por 30 minutos.

Recheio: Numa panela coloque todos os ingredientes menos a água com o amido de milho.
Misture tudo e leve a panela tampada em fogo alto até dar uma fervura.
Abaixe o fogo e deixe cozinhar em fogo baixo até ficar ao dente, ou seja não cozido demais.
Junte na panela a água dissolvida com amido de milho ainda em fogo baixo e vá misturando até que o cozido incorpore.
Despeje o recheio num prato fundo tampe e leve a geladeira por 30 minutos.

Divida a massa em duas partes iguais e abra com o rolo de massa cada parte por igual, não muito fina para não estourar.
O recheio também deverá ser dividido em duas partes iguais.
Espalhe o recheio em cada massa por igual espalhando por todo o comprimento.
Divida as nozes em duas partes e salpique por cima do recheio na massa.
Dobre as duas pontas e enrole com cuidado. Faça o mesmo com a outra metade.
Unte uma assadeira com um fio de óleo e coloque os dois enrolados compridos um ao lado do outro dando um espaço.
Por cima pincele com um pouco de água e salpique o açúcar cristal e canela em pó misturados.
A massa é ótima para trabalhar e não quebra. Fica bem crocante.
Leve ao forno convencional em temperatura média até que doure. Não deixe assar demais ou queimar.

Minha dica: esse recheio é muito gostoso, mas pode ser feito com bananas cozidas, só que cozinham rápido demais tome cuidado. Elas deverão ficar al dente.
Peras também darão um ótimo resultado. Corte em fatias na diagonal ainda meio quente.
O rendimento é ótimo, então faça num jantar ou almoço para os seus convidados que será um sucesso.
Não congele. Se sobrar, guarde num pote tampado na geladeira.
Rende 2 enrolados de bom tamanho.

pepino

 

Essa iguaria de pepino é muito gostosa, e combina com qualquer alimento que for colocado no prato.
Procurei fazer uma adaptação para que ficasse light e suave, consegui o meu intento.
É uma salada muito apreciada na culinária japonesa e brasileira.

2 pepinos Japones muito bem lavados
1/3 xícara (chá) de vinagre de arroz
4 colheres (sopa) de água filtrada
2 colheres (sopa) de açúcar cristal
1 colher (chá) de sal
1 colher (sopa) cheia de gergelim

Numa vasilha coloque os pepinos fatiados finos. ( faça isso no ralador no lado fatiar) reserve.
Numa frigideira, de uma leve tostada nas sementes de gergelim, e depois coloque numa vasilha.
O açúcar também de uma leve tostada sem deixar derreter. Junte na vasilha com o gergelim.
Nessa vasilha coloque o vinagre e a água e o sal, misture tudo muito bem, junte esse molho na vasilha com os pepinos e misture bem, envolvendo os pepinos nesse molho.
Coloque tudo dentro de um pote tampado, e leve a geladeira por 12 horas.
Sirva essa salada bem gelada.
Não pode ser congelada.
Durabilidade: Até 3 dias na geladeira.
Rende 3 porções.

cevadinha

Cevadinha é um cereal integral, muito nutritiva, uma boa fonte de proteínas, rica em fibras, cálcio, potássio, fósforo, silício, vitaminas A, B, C, K, e caroteno, manganês, selênio, zinco, iodo, cobre e tiamicina. Contém gluten.
Os ossos agradecem por ser excelente para eles, e para o bom funcionamento dos intestinos.
Muita boa para ser usada na culinária, no mesmo modo do arroz, sopas, saladas e outros.
Aqui em casa uso bastante, apreciamos o sabor da cevadinha e os seus valores nutricionais.
A receita de hoje é feita como arroz, e os acompanhamentos o que preferir por combinar com tudo.
Se você nunca comeu, experimente e me escreva contando o seu resultado.
Vou gostar de saber.

1 xícara (chá) de cevadinha lavada e escorrida
2 xícaras (chá) de água filtrada
1 colher (chá) de óleo
1 colher (chá) de tempero pronto de alho e sal
1 cebola grande lavada e ralada
Tomates cereja cortadas ao meio a gosto

6 damascos picados
1/2 xícara (chá) de água
1 colher rasa (sopa) de açúcar cristal

Na panela de pressão coloque o óleo, tempero, cebola, e os tomates cereja, deixe refogar alguns minutos, até que os temperos fiquem amolecidos reserve.
Numa panela coloque os damascos, a água e o açúcar, deixe cozinhar em fogo baixo até engrossar o caldo e os damascos ficarem cozidos.
Junte esse cozido na panela de pressão junto com o que foi refogado.
Acrescente a cevadinha, misture bem, junte a água tampe a panela, coloque em fogo alto até começar a chiar.
Abaixe o fogo e deixe cozinhar por 30 minutos. Abra a panela quando estiver fria.

Dica: Prepare a cevadinha com uma cenoura ralada fica divina.
Ou como risoto igual ao procedimento feito com arroz.
Pode ser congelada igual ao arroz já ensinado aqui no blog.
Rende 5 porções.

 

 

 

hommus
Essa receita tirei a ideia da Martha Stewart, e fiz as minhas adaptações. Muito gostosa e com um sabor incrível.
Abacate contém gorduras saudáveis como ômega 3, rico em ácido fólico, fibras, antioxidantes, magnésio, vitaminas A, E, B, C, K.
Também possui cálcio, ferro, potássio, sódio, fósforo e zinco.

Grão de bico, rico em proteínas, sais minerais, e Vitaminas do complexo B.
Vitaminas A, B6, C, E, K.
Possuidor de fibras, cálcio, ferro, magnésio e minerais, uma grande quantidade de triptofano.
Além de fósforo, potássio, zinco.
São dois componentes da receita cheios de propriedades e benefícios.

1 xícara (chá) de grão de bico
3 xícaras (chá) de água
1 abacate pequeno
1 colher (chá) de tempero pronto de alho e sal
1 colher (chá) de óleo
1 cebola média picada
Salsa e cebolinha picadas a gosto
Suco de 1 limão
2 colheres (sobremesa) de azeite

Lave bem os grãos de bico, e deixe de molho com água até o dia seguinte.
Se não for possível coloque -os numa panela com água e ferva por uns 5 minutos.
Escorra toda a água e coloque os grãos numa panela de pressão com as 3 xícaras de água.
Tampe a panela e cozinhe em fogo alto até chiar, abaixe o fogo e cozinhe por 40 minutos, ou até que os grãos fiquem bem cozidos e macio.
Coloque os grãos no triturador, junto com o abacate, reserve umas fatias para enfeitar.
Numa panela coloque o óleo, a cebola picada, e o tempero de alho e sal. Tampe a panela leve ao fogo alto até amolecer e dar uma cozida na cebola e temperos.
Junte esse refogado no triturador, acrescente a salsa e cebolinha picada, o suco do limão, e finalize com o azeite e triture tudo até formar uma pasta grossa.
Você pode servir como aperitivo, ou como uma entrada.
Coloque num pote e enfeite com fatias de abacate.
Sirva gelado com pão sírio cortado em triângulos.

Quibe de abóbora

quibe aborora2

Sempre fui fã da abóbora  que é excelente no preparo de alimentos e só nos oferece nutrientes preciosos para a saúde.
Na sua composição nutricional possui carboidratos,proteínas, pouca gordura contém mais água na sua composição.
Possui cálcio, sódio, potássio, fósforo, ferro, magnésio, vitaminas A, B, C, E, e outras vitaminas.
Também possui o betacaroteno, um poderoso antioxidante encontrado nos legumes e frutas.
Com a sua cor alaranjada ajuda a combater os radicais livres.
Abóbora é bastante usada na culinária por se adaptar  bem em preparações de alimentos , tanto em salgados como doces.
Não deixe de consumir esse alimento por oferecer tantos nutrientes tão importantes ao nosso organismo.

1 quilo de abóbora cortada em pedaços e lavada.
1 cebola grande cortada em laminas
1 colher (chá) de tempero pronto de alho e sal
1 colher(chá) de óleo
1/2 xícara (chá) de água
Salsa e cebolinha picadas a gosto
1 xícara (chá) de trigo para preparar quibe
1 colher (chá) de sal
2 xícaras (chá) de água fervente
Raspas de 1 limão
Caldo de 1 limão
1 colher (café) de pimenta síria
1 ovo  batido
Um fio de azeite para finalizar

Numa panela coloque o tempero pronto de alho e sal, a cebola tampe a panela e leve ao fogo alto até que dourem.
Acrescente a abóbora misture bem e junte a meia xícara chá de água. Deixe que cozinhe em fogo baixo até que se desmanchem. Junte a salsa e a cebolinha misture bem.
Coloque o trigo para quibe numa vasilha e acrescente a água fervente, misture e deixe hidratar por 15 minutos.
Na abóbora já cozida como um purê acrescente o trigo, sal, pimenta síria, o caldo do limão e o ovo batido.
Misture tudo muito bem, unte com óleo uma assadeira não muito grande para que o quibe fique bem alto, passe por cima as costas de uma colher para que fique liso todo por igual.
Leve a assadeira  ao forno médio, até que fique bem dourado e com uma casquinha crocante sem deixar queimar.
Corte em quadrados grandes ou pequenos.

Rende 6 porções grandes.
Pode ser congelado.

Sopa Com feijão Preto

sopa

No frio nada melhor do que uma boa sopa com feijão preto e mais ingredientes para que fique bem substanciosa.
O feijão preto é muito rico em fibras, ácido fólico, ferro, cálcio, fósforo, potássio, proteínas, e antioxidantes, juntamente com inúmeras outras vitaminas e minerais.
É também uma semente com alto valor nutritivo, principalmente ferro.
Aqui no Brasil temos vários tipos de feijão, os mais comuns são: carioquinha, preto, de corda, jalo, branco, rosado, fradinho, rajado  e bolinha.
O feijão preto tem uma proteína completa quando combinado com arroz integral,por isso que ele é também incluído na dieta vegetariana.

1 1/2 xícara (chá) de feijão preto lavado deixado de molho por três horas, depois escorrido.
2 coxas e sobrecoxas desossadas sem gordura e lavadas
2 cenouras raspadas, lavadas e cortadas em fatias grossas.
1 cebola média
1 colher (chá) de tempero pronto de alho e sal
1 bata doce roxa média
Talos de salsão e folhas a gosto
Água até cobrir todos os ingredientes da panela de pressão, uns três dedos acima

Coloque todos os ingredientes na panela de pressão tampe a panela e leve ao fogo alto até chiar.
Deixe em fogo baixo por 40 minutos, espere a panela esfriar, abra a tampa e verifique se o feijão está bem cozido e macio.
Se não estiver acrescente mais água e cozinhe por mais 15 minutos.
Deixe que a panela esfrie e veja se a sopa está pronta e com bastante caldo.
Acrescente mais água se houver necessidade.
Mexa a sopa com a concha para que a carne de frango fique despedaçada e o caldo engrosse naturalmente.
Fatie a batata doce.
Sirva bem quente no almoço ou jantar.
Se sobrar guarde na geladeira num pote tampado
Não congele

Rende: 6 porções

 

%d blogueiros gostam disto: